Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Despedaça-me* O enredo-


Despedaça-me* O enredo-

Quero teu olhar me repartindo
Sem castigo
De desejo doido me descobrindo
em prateados versos
Descasca-me as sedas rubras do meu ávido corpo
onde a idéia persiste
Que eu me desvendarei, num fervente sopro
melhor festa
Repartida em incendiados pedaços
o corpo cheio!
Abraso-te inteiro, minha pele de mel no teu tato.
Mulher aos pedaços
Busca-me assim com teus lábios de sorrisos e sol
um drinque à minha cobiça
Florada a rosa em aderência, em gozoso quebra cabeça
as pernas trançadas
Na junção delirante dos contornos, sem retoques
pedem um look...
Descubro-te rendido e volátil aos meus toques.
Realçados destaques
Despedaçados , em terna fúria, nos reinventamos
em novos ânimos
Em céus claros, em estrelas do mar, ao luar
espada de astro
Esculturas seduzidas, íntimos rituais... volúpias reais
e o timbre!
Imperativo, o anseio, escorre, convenções infringindo...
A lança...
Despedaça-me enfim, que eu de Amor te despedaço em mim
Pela Alameda.

Karinna* & Miguel Eduardo-


2 comentários:

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Nossa, até eu, que sou parte, fico impressionado!
Também, depois de anos que compomos juntos, não poderia ser diferente...

Está muito bom também este, bem a gosto!

BjK

Karinna* disse...

*Certamente compomos juntos desde os primórdios da Poesia... tenho essa sensação.
BjM-