Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Poesia Laranja I e II


POESIA LARANJA I

Que não se deve estancar
Tal ferida que impressiona
Quando o pensamento a encontra
Fluida, corrente imponderável- sangra dourada
A pavonear suas galas

Plantada na veia e tida
Lustrosa- sons de carisma
Como tensões que soluçam
Alargando veredas- incontidas
Por onde a inspiração quer

É desejo que se encontra
Perdido em transe despudorado
Entre a vibração dos versos
Tangendo vidas- desavergonhado
No alicerce do querer

Onde se mais enamoram
Entre fitas, prateados laços
Os costumes, emoções
Idiossincrasias siderais
E as caprichosas estrelas
Amanhecidas de nós, em leitos fatais
NA ORDEM DO DIA

Miguel Eduardo Gonçalves & Karinna*

** * **



POESIA LARANJA II

Suculentos são os gomos
Caminhos espirais
As palavras em raízes e cor
Giram em ritos
Fatias atemporais
Espuma de estrelas
Sinto na língua
Pedaços de lua
O ópio desses íntimos laranjais.
A minha pena tinge-se
A passos largos
Perfumada das texturas
Outras distâncias
Dos versos eclodindo
Acontecem
Tremendo mitos indistintos.
É saboroso o roçar
Ao meu redor
Entrenó loquaz
Engulham
Mente e imo
Saudade e sais
Renovo das hastes
Brumas raras
Carregadas, colorindo laranjais.
Corto versos em gomos
Sementes em flores
Extraído sumos
Na veia germinam
As poesias vertendo sem tino
Letras no cio
Apenas lira
Louco amarelo
Como a laranja
Com olhos e dedos
Que tem gomos de tempos
Fazem mais coisas
Espetaculares...
NA ORDEM DO DIA-

Karinna* & Miguel Eduardo Gonçalves

Nenhum comentário: