Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Sideral*

Sideral*

Quando perscruto encastelada
Tua atmosfera de ideais
Sinto-me no redemoinho a partitura.
Dos murmúrios gargalha
Sei-me sideral no pensamento em piruetas
No aguardo de uma Supernova piscante estrela!
Feroz, luzente e airosa.

Quando há teus nevoeiros volvo a mim
Nos meus sonhos a vida não cessa
Traço uma órbita de teus olhares vitrais lilases
Na candeia ardente carrosséis
No ar rarefeito da aventura!
Do desejo presente.

Quando não há tua terra capital
Em proximidade acesa
Recolho-me nas pálpebras em beijo
Cerro o azul em sonho
Faço um ninho nos cílios depressinha
E adormeço lembrança, morna renasço...
Abrigo.

Karinna* & Miguel Eduardo-

Nenhum comentário: