Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

terça-feira, 23 de março de 2010

Das Uvas o Mimo


Das Uvas o Mimo

O sumo astuto
Do estar-se liberdade
A boca-uva fértil

A guitarra no cantar
Os caminhos dos dedos consegue
Opalas- ser

A heresia excede-se
Pura troca
Em sustenido...da lisonja

A flor foice
Da língua torneando
Avaros os corpos- vaidades

-nos cestos das uvas o cio da colheita-

Karinna* & Miguel Eduardo

Um comentário:

JE disse...

Poema de uma riqueza de imagens e sensações que vão além de comentários... sentir é o que basta. Muito bom mesmo. Abraços.