Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

quarta-feira, 10 de março de 2010

Idioma* Fabuloso-


Idioma* Fabuloso

Acorda-me o horizonte das palavras
um mínimo verso
Vitorioso nessa renitente espera
jeito de querer
De ouvir-te, quiçá, um som, uma reza
fração que afiance
Detenho o vislumbrar do teu alfabeto
linguagem única
Nesse idioma amoroso que trazes, quem sabe, na boca
o além de tudo
Acalentando a confissão numa jura louca
ao máximo
Despido de qualquer pudor, qualquer covardia
um gole de ti
Percebo o desenhar das sílabas carinhosas
para fechar a rima
Tomando forma na tua boca beijável... amorosa
a rimar com lábios
Quase sinto na derme o som que anseio
cada momento
Irrompes então o silêncio... palavras como beijos
sorte carmim
E dizes... com a boca, com o corpo, com a alma
como as pupilas sabem
Que me amas... que sou tua amada
que somos tudo enfim.

Karinna* & Miguel Eduardo-

Nenhum comentário: