Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

domingo, 30 de maio de 2010

VITRAL PURÍSSIMO



















VITRAL

Te fazes em meu silêncio
Alumbramento
O sol arqueia do outro lado
E se revela mais completo
No verbo assim calado
De uma voz em mundo humano
Que aproxima o instante intacto
De o poema restar num andor
Só pra dizer das cores que tomam a forma
Da eternidade que se revela
Me fazendo esquecer de tudo

Miguel-


Ao que Karinna* responde:


Puríssimo*

Uma vaga azul desfia
Banha de sonho o olhar
Na solidão da palavra partilhada
Ao inaugurares o frescor do dia...
Um abraçar pensamentos ardentes
A paisagem divina do verso
Tão breve o render-se desperto
Nova rota descobre-se ao oriente...
Tal bela onda que nos leva
Tão bonito é o amor poeta
Por esse céu de riso e festa...

Karinna*

Um comentário:

Karinna* disse...

* Parceiro, nossas poesias conversam entre almas...
Ficou belo e belo e belo...

VITRAL PURÍSSIMO

Te fazes em meu silêncio, uma vaga azul desfia
Alumbramento banha de sonho um olhar
O sol arqueia do outro lado, na solidão da palavra partilhada
E se revela mais completo ao inaugurares o frescor do dia...
No verbo assim calado, um abraçar pensamentos ardentes
De uma voz em mundo humano, a paisagem divina do verso
Que aproxima o instante intacto, tão breve o render-se desperto
De o poema restar num andor, nova rota descobre-se ao oriente...
Só pra dizer das cores que tomam a forma, tal bela onda que nos leva
Da eternidade que se revela, tão bonito é o amor poeta
Me fazendo esquecer de tudo, por esse céu de riso e festa...

Miguel- & Karinna*

BjM-
K