Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

domingo, 26 de setembro de 2010

ALÉM DAS EVIDÊNCIAS- DE LUAS CLARAS*

























Colha a cor o nosso dia
Dunas do amanhecer no fremir nada estático
No rumor da tarde o olhar um dardo azulado
Tépida carícia haste de sorriso enluarado
Exercício da folhagem é mera lição de amor- flor sem pecado...

O poema é frágil, absoluta sensação
Póe-se no mar como o sol, deita-se com a manta da ilusão
Tímida pálpebra piscares amorosos se dão
Que mais escuta a cor desse som
E contempla a partitura da nossa una canção....

Grande montanha, bela fada imaginada
Não ignora o vale voeja entre as ramagens
Longo e interrogante o abrir-se em verdade
Porém tão breve o sulco da razão
Imaginação é mais que apenas intenção...

Miguel- & Karinna*


Um comentário:

Karinna* disse...

*Parece-me nosso "primeiro amor" de sintonia poética, como no início da nossa caminhada, meu amigo e parceiro querido.
BjM-
K*