Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Promessa*-


Promessa*-

há um clarão na noite funda em lua que assumira
uma luz atiçada em olhos tesos o fio da meada das coisas
há uma flor vergada pelo vento que a natureza contempla
uma face corada pelo inverno em delicadeza jacente
um homem alumiado no peito... silencia o pensamento!
há uma vereda atapetada acenando sem sentir
uma alma coberta de seixos vislumbrando o momento
há um toque de delírio que alvoroça o respirar
uma lua cor de mel na vidraça futuro do prazer...


há um verso que balouça o dossel pétalas de prata
de uma solidão acamada em frase de efeito breve
há uma palavra que redime como um florido céu de estrelas...
um poema que resgata. realiza o que é pra já.


Karinna* & Miguel-


Promessa-


em lua que assumira
o fio da meada das coisas
que a natureza contempla
em delicadeza jacente
silencia o pensamento!
acenando sem sentir
vislumbrando o momento
que alvoroça o respirar
futuro do prazer...


pétalas de prata
em frase de efeito breve
como um florido céu de estrelas...
realiza o que é pra já.


Miguel-

Um comentário:

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Sutis, demonstram os sinais, da poetisa a delicadeza infinda!
BjK
M