Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

INESPERADO CONSTELADO*

























INESPERADO

Dispo-me
Dos sonhos
Não dos hábitos
As pontas dos dedos sabem
Onde a língua prova o salgado
Acho-me de cor e salteado
Que está naquele ponto
O gosto só do pecado
Onde te encontro concentrada
E me perco desnorteado

Miguel Eduardo-



CONSTELADO*

Soletro-me
Em atos
Maliciosas ondulações
Deixam-te extasiado
Sou a impaciência
Do querer-me em ti
Realidade ou sonho tatuado.
Visto-me do teu gosto
Recebo-te firme na quentura
Somos astros em céu de loucuras...

Karinna*

3 comentários:

Karinna* disse...

*UAUUUUUUUUUU
*Gosto dessa coisa da gente ter mil e uma formas de expressar o desejo.
Não é aquele tipo de poesia "ivo viu a uva".
E olha, aprendi a ter orguho disso!rsrsrsss
Sério, gosto do erótico assim, poético, táctil, mas denso de sentimentos e sentidos.
Humildemente, creio que combinamos nisso.
BjM-
K*

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Erotizamos o pedaço, ficou mais chique!
BjK
M

Retalhos de Amor disse...

Eita...
Astro!!! Estrela!!!
Sentidos movimentos...
Palavras a pique
Mãos desnorteadas
Compondo canções
E aos corações
Brindando versos!!!

Obrigado, Amigo Miguel e Amiga Ka
Pela Maravilha Sentida!!!
Iza