Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

quarta-feira, 30 de março de 2011

Boca de Prata* Em Taça Esguia-


Boca de Prata*

Na luz coada
Solta-me os cabelos
Que a Lua já veio


Desfaz-me em estrelas
Recolhe a prata
Timbra a palavra


Dissolve-me em brumas
No sopro de ti
Que minha boca
Enluarada
Soletra-te
Cascatas prateadas


Karinna*


***

Boca de Prata* Em Taça Esguia

Na luz coada pelo espaço
Solta-me os cabelos plenamente
Que a Lua já veio bela estrada


Desfaz-me em estrelas quero ser eu
Recolhe a prata segue em frente
Timbra a palavra grande salto


Dissolve-me em brumas mistura os sons
No sopro de ti a sorte
Que minha boca espera
Enluarada maquilado sentido
Soletra-te lado a lado
Cascatas prateadas puro afeto

Karinna* & Miguel-

***

Em Taça Esguia-

pelo espaço
plenamente
bela estrada


quero ser eu
segue em frente
grande salto


mistura os sons
a sorte
espera
maquilado sentido
lado a lado
puro afeto

Miguel-

Nenhum comentário: