Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

segunda-feira, 21 de março de 2011

Poema Trincado* Dispõe das Formas-



Poema Trincado* / Dispõe das Formas

enches-me a alma de versos / com uma devoção
e são pétalas de veludo / de imensa fortuna
tal o tempo coagulado / é algoz
num poema doce / inesgotável
de absurdo... / da linguagem especial...

cercas-me com tuas letras / conquanto vaidosas
longas grafias/ capazes
de ausências e soluços / de milagres
tão próximo, mordo-me / são idéias
trago a boca dorida... / de arrebatar!

trincas-me o sentido / onde a tradição foi musical
pois o sonhar-te é um gomo /e contrasenso
meus olhos sorriem tua sede / o galantemente dito
peço-te um instante / apreciando o contraste
de abandono... / entre o esnobe e a ilusão

Karinna* & Miguel Eduardo-

4 comentários:

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Esse teu poema, Ka*, deixou-me poucas arestas para a interação. Já pelo titulo, ou pelas entrelinhas... Foi difícil! Mas a tentativa deixa um instantâneo que dá uma outra dimensão ao conjunto, mais propria e aprofundadamente de formas disformes, como pude senti-lo.
Boa noite, bons sonhos, Miguel-

Karinna* disse...

*Essa tua interação Miguel, leu-me a alma.
E ficou bonito e instigante.
Sabe, tenho impressão muitas vezes, que para os outros não há um certo "entendimento" da nossa palavra, contudo nós, nossos eus líricos se entendem!
O que parece para alguns uma mescla sem sentido, para mim é como o céu que sempre está lá.
Amei tua interação.
BjM-
K*

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Já tinha lido esse teu ponto de vista acima expresssado, Ka*, não consigo antever que se possa enxergar algo diverso do que seja o bom entrosamento poético! A mescla de sentimentos dá às palavras o que o fundo dos olhos querem querem que seja, e as distingue de uma pinta no rosto... Podem ser para quem participa da composição uma glória que eleva bem alto, mas, aos ouvidos mais atentos de uma imaginação bem nascida, também dizem muito, pois as distinguem de tantas outras.
É minha opinião, BjK-

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Escrevo como falo, e às vezes o que digo sai antes de o pensamento se concluir! Preciso aprender a ler os comentários antes de postá-los. Releva os errinhos. M-