Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Dissonante* em Réplica de Miguel-



*Dissonante*

Não guardei alguns sons
Esqueci-os por um instante
Entre incertezas...
Luzes frias e poemas.
Se pudesse adivinhar-te
Buscar teus ais
Entre um verso e outro...
Eram sons ávidos, lembro-me
Agora-por vezes suaves
Estendidos em preces...
Tornaram-se desgarrados
Em gritos inaudíveis
Entrelaçados de coração e voz.
Perambulavam graves
Agudos em tensas cordas
Silentes, sem notas...
Desafinei ao abrir o desconhecido
Busquei um tom fidedigno
Revelação
Decifrar talvez uma dissonante ação...
Agora que sou só eco
De mim
Da minha própria estrada
Teus sons poeira de luz são...

Karinna*

***


Réplica-

Abertas ao sol
Nem portas nem janelas
Apenas o que somos
Quem com as coisas se entendem

Nossos corpos se conhecem
E embora sentidos em gaze
Éramos além do ser
A mente que nos pensa

Miguel-

Nenhum comentário: