Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

INTREPIDEZ DESCOBERTA

Intrepidez* / Descoberta

como reticências que se espelham / do silêncio
-a palavra que te busca- / onde a íris do medo
uma reza corpo a corpo / brilha intacta
um gemido uno / tão leve sugestão
um beijo no frêmito / escapa da urgência
nas ancas que te seguram... / como o sol que enlaça!

como sequiosa é a dança na noite / perdida e encontrada
uma fita de cetim nacarada / é o que nos mata
carícia no limiar / a bater na porta do luar
do arrepio desejoso / que pega por toques
da palavra-essa que não foi dada- / e que a tudo absorve...

como sumos que se mesclam / com força de aquarela
no frutado do suor que despe / no instante sublime
-a palavra que te busca- / o voraz de uma estrela da tarde
entranhada no fremir dos versos / cingindo o desejo
que se amam sem senões / no indizível das línguas
da razão sem lucidez / em cada gesto plantado
viajante audaz / acontecendo em sedução
na poesia da paixão do corpo / ida sem retorno
palavra que se firma / e percorre a magia

-sonhos da intrepidez- / -dos afagos descoberta-

Karinna* / Miguel-

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Motim*




Motim*

Freme voz e tato / Pressentimento
Na fenda da distância / Que tortura
O meu amor é palavra / Divisível distância
Na lua partida por detrás / Em contornos...
Da memória do teu olhar.K* / Inesperado encanto!

Karinna* / Miguel-