Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

terça-feira, 24 de junho de 2014

Semente- Pórtico de Paraíso*

 
 
Semente-

Entre a voz que extasia
Arrepia-se de cócegas
Tem o hálito e a cor
Vaporosos que fluem...


Na vida além do éter
É ilusão que não finge
Como noite em vagalumes
Ou nevoa que paira e desce

Miguel Eduardo Gonçalves-
 
**
 
Semente-  Pórtico de Paraíso*

Entre a voz que extasia uma íntima procissão
Arrepia-se de cócegas  na pele biombos de fogo
Tem o hálito e a cor -são nascentes os sentidos-
Vaporosos que fluem... na colheita lunar do teu rosto...


Na vida além do éter tal refúgio luminoso
É ilusão que não finge no tinir dos suores
Como noite em vagalumes -as estrelas incrustadas na fronte-
Ou nevoa que paira e desce nas colheitas dos amores
-como manhãs de sorrisos frouxos-


 Miguel Eduardo Gonçalves-  &  Karinna*
 
**
 
Pórtico de Paraíso*
 
uma íntima procissão
na pele biombos de fogo
-são nascentes os sentidos-
na colheita lunar do teu rosto...
 
tal refúgio luminoso
no tinir dos suores
-as estrelas incrustradas na fronte-
nas colheitas dos amores
-como manhãs de sorrisos frouxos-
 
Karinna*