Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Em Fluorescência *-

 
 
Em Fluorescência *- 

 
Imensidão espreita as vontades
não suportam palavras
Comportas de ardente precipício
 indomáveis chamas
Partículas de mútuas estrelas
que se estendem à minha noite
 

Nascem luminosos flancos
distantes de conseguir o dia
O açoite da paixão nua
teus merecidos bens
Rendição cobiça
movendo a solidão

 
-anagrama da lua- ...entra por uma flor

 
Espasmos de fogo fátuo na íris
no círculo da vida
Esquartejam-se gemidos
orvalhados no crepúsculo  
-em lábios cerejas- ...inquietos e sem mistério
 

espera-se apoteose na pele de leite
-como a lua fosforesce-
 

Karinna* & Miguel Eduardo Gonçalves-

Um comentário:

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Ficou maravilhosa a interação. Obrigado, princesa da poesia deste palácio que nos abriga!