Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

terça-feira, 28 de abril de 2015

Entrançados*-

 
 
Entrançados*-
 
 
trança / faz ondear
tua vontade na minha / diferente e aventureira
enreda / num desejo raro e denso...
teus dedos / mistério dos desejos
nos fios dourados / que envolvem a lucidez...
desenha / pelo prazer que empolga
meu beijo / sina desse corpo
na volúpia do teu traço / despido
dedilha / todos os limites
as cordas desse sonho / em idílio
na palavra partida / a íntima reação
melodia a melodia / do desejo que mais dura
corpo e coração / e saliva
olhares de céu / por que tanto me demoro
-ser-te é apenas mais um modo de ter-te- ...como se fosses dança!
 
 
Karinna* / Miguel-

segunda-feira, 27 de abril de 2015

*DEVORA-ME* / SUTIL IDÍLIO

 
 
 
*DEVORA-ME* / SUTIL IDÍLIO
 

 quero-te como nua palavra / talismã
numa poesia bendita / que à noite ascende
quero-te como mão insinuante/ pecado à meia luz
em carícias ardentes sem calma / essa coisa de dentro...
na 'redondice' da minha pele alva... / tocada...
quero-te em mim / desejo
todo, inteiro e absoluto / amante
gozoso, terno e súdito / existindo apenas...
quero teu corpo que me ama / no tempo que para
fundindo-se com meus licores / que segredos revela
numa dança frenética / de faiscar a pele...
lasciva, entre dores e amores... / tange meus quereres
rasga-me com teu querer-me / de intenções imaginárias
reparte-me em pedaços de êxtase / perpetuando-se
traça meu destino / por triângulos e vértices
na tua língua que me devora / sensitivamente
e serei tua hoje / em diletos frenesis
no anoitecer / entre searas
em cada aurora... / que o dia seguinte não conta!
 
 
Karinna* / Miguel-

sábado, 25 de abril de 2015

Tênue- Diáfano*

 
 
Tênue-
Aproxima-se
Um tempo distante
Disperso
Como o instante que passa...
Para tornar-se música, inesquecível
 
 
**
 
 
Diáfano*
Seduzido instante
Pressentimento lindo
Antecipa
O gozo perfeito
Para ser carinho, p l e n a m e n t e
Karinna*

domingo, 19 de abril de 2015

CARÍCIA NUA

 
 
CARÍCIA


Poema que se lê nos olhos
Motivo que há tanto insiste
São pérolas no seu olhar...
Duas luas de arrasar
Também sabor do amor
Jardim se espreguiçando ao sol
Qual chama que em breve aceno
Faz a tez se iluminar!

 Miguel-

******
 
CARÍCIA NUA


Poema que se lê nos olhos em luz de céu
Motivo que há tanto insiste pela sua boca promissora
São pérolas no seu olhar... conto estrelas em surdina
Duas luas de arrasar entre pestanas de linha louca.
Também sabor do amor a existência na pele
Jardim se espreguiçando ao sol incrustação de sonho
Qual chama que em breve aceno invade o cosmo
Faz a tez se iluminar! No que não se pode entender!


Miguel- & Karinna*

******

NUA


em luz de céu
 pela sua boca promissora
conto estrelas em surdina
entre pestanas de linha louca.
a existência na pele
incrustação de sonho
invade o cosmo
No que não se pode entender!


Karinna*
 
******