Sobre o Blog...

Encontro poético em que inexiste a cronologia dos poemas. Pensamos em deixar registrada uma obra que reúna qualidades individuais sob um mesmo timbre, nossa marca entendida lado a lado. Registro de luz em olhares gêmeos fecundados na sementeira do verso... Quatro mãos, uma Poesia, almas em parceria.
Miguel- & Karinna*

domingo, 19 de abril de 2015

CARÍCIA NUA

 
 
CARÍCIA


Poema que se lê nos olhos
Motivo que há tanto insiste
São pérolas no seu olhar...
Duas luas de arrasar
Também sabor do amor
Jardim se espreguiçando ao sol
Qual chama que em breve aceno
Faz a tez se iluminar!

 Miguel-

******
 
CARÍCIA NUA


Poema que se lê nos olhos em luz de céu
Motivo que há tanto insiste pela sua boca promissora
São pérolas no seu olhar... conto estrelas em surdina
Duas luas de arrasar entre pestanas de linha louca.
Também sabor do amor a existência na pele
Jardim se espreguiçando ao sol incrustação de sonho
Qual chama que em breve aceno invade o cosmo
Faz a tez se iluminar! No que não se pode entender!


Miguel- & Karinna*

******

NUA


em luz de céu
 pela sua boca promissora
conto estrelas em surdina
entre pestanas de linha louca.
a existência na pele
incrustação de sonho
invade o cosmo
No que não se pode entender!


Karinna*
 
******

Nenhum comentário: